segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Futebol Latino-Americano

A última cartela de outubro, estava na gaveta desde a Final da Libertadores e só agora percebi que a tinha feito, é a do Peñarol, vice-campeão da Libertadores. Depois de muitos anos no ostracismo, o futebol uruguaio resurgiu em 2010 com a Celeste Olímpica conquistando a 3ª colocação na Copa da Africa do Sul. Pegando carona na boa campanha da seleção, sob a batuta de Diego Aguirre, autor do histórico gol do título de 87 sobre o América de Cali-COL, o Peñarol ressurgiu no cenário sul-americano. Deixou para trás o Internacional, campeão da Libertadores em 2010, a campeã chilena Universidad Católica e também o forte time do Vélez Sarsfield, Campeão Argentino, no caminho até a final contra o Santos, uma revanche da decisão continental de 1962. A equipe fez os torcedores carboneros (como são conhecidos os torcedores do Peñarol) lembrar dos velhos tempos de Pablo Forlán (pai de Diego Forlán)e Pedro Rocha (ex-jogador do São Paulo). Mas encontraram pela frente o Santos de Ganso e Neymar e não foram capaz de superá-los. O destaque da equipe foi o atacante Martinuccio.



(PDF)
(PNG)

Nenhum comentário :