domingo, 5 de agosto de 2012

Jogos Olímpicos - Retrô

Como nas postagens anteriores postei os algozes do Brasil nas Olimpiadas de 1996 e 2000, resolvi publicar mais 2 cartelas com escudinhos do Brasil. Na postagem de hoje, escolhi a Seleção que ficou com a medalha de prata nas Olimpíadas de Seul em 1988. O time que disputou os Jogos Olímpicos de 1988, em Seul, foi, sem sombra de dúvidas, o melhor formado até agora. Contava com Taffarel, Romário, Bebeto, Neto, André Cruz, Mazinho e Jorginho, entre outros (tinha também um clone do Careca, revelado pelo Cruzeiro, que demonstrava pouquíssima intimidade com a redonda). O título verde-e-amarelo parecia apenas questão de tempo quando o implacável Romário, aos 29 minutos da etapa inicial, fez seu sétimo gol no certame, abrindo o marcador num Estádio Olímpico lotado por 73.000 expectadores. Bem posicionado, como de costume, o baixinho aproveitou escanteio cobrado por Neto e completou para o gol vazio. Dmitry Kharin, goleiro soviético, falhou no lance. Faltava pouco, muito pouco, para a conquista da medalha de ouro inédita. Porém, a virada da URSS começou a ser construída aos 15 da etapa complementar. De pênalti, o atacante Igor Dobrovolskiy empatou e levou o jogo para a prorrogação. Foi aí que o reserva Yuriy Savitchev, tirando proveito do vacilo de um até então irretocável André Cruz, sepultou o sonho brasileiro com uma belíssima conclusão: 2 a 1. De forma melancólica, o Brasil repetia a prata de Los Angeles-84.
Fonte: Site Olheiros



(PDF)
(PNG)

Nenhum comentário :