sexta-feira, 17 de maio de 2013

Campeonato Espanhol 2012-13

Aproveitando o tempo livre que surgiu, retomo as postagens da Liga BBVA com a cartela do Bétis. O Bétis nasceu em 1907 ligado à Escola Politécnica de Sevilla. Era um grupo de estudantes que gostavam de praticar futebol e resolveram se organizar para montar um clube, que, no início, era conhecido como Sevilla Balompié. Em 1909, porém, uma dissidência do clube resolveu formar o Bétis, que já participava de torneios regionais e começava a criar uma rivalidade com o outro grande time da cidade, o Sevilla Fútbol Clúb. Em 1914, o então Rei Dom Alfonso XIII concedeu ao Betis o título de “real”, que foi incorporado ao nome do time e persiste até hoje. Depois disso, os dirigentes do clube e do Sevilla Balompié acabaram se acertando, e os dois fundiram-se novamente. Dessa vez, prevaleceria o nome Betis. As cores, verde e branco, foram inspiradas em uma oliveira, árvore tradicional da região. O começo do século XXI marca a chegada de brasileiros ao clube. Os mais marcantes foram Ricardo Oliveira e Edu. Ambos ajudaram o clube a conquistar sua segunda Copa da Espanha em 2005, quando o time derrotou o Osasuna na final. O auge dessa temporada, porém, foi a vaga na Liga dos Campeões com o quarto lugar. Com isso, o Betis foi o primeiro time da Andaluzia a disputar a competição continental. Na Temporada 2011-12, o Bétis conseguiu se manter no meio da tabela ficando numa posição bem tranquila. Para esta Temporada, a expectativa era otimista e se concretizou. A debandada de alguns jogadores como Ustaritz, que retornou ao Bilbao após o fim do empréstimo à equipe andaluz, e Iriney, meio-campista brasileiro que se transferiu para o Granada, deixou o Bétis de mãos atadas. O dinheiro ficou mais curto que na temporada anterior, mas a diretoria conseguiu mantera base e o Bétis está em 7º lugar, faltando apenas 3 rodadas para o fim da competição.

Nenhum comentário :