sábado, 28 de dezembro de 2013

Brasileirão 2013 Série D

A cartela de hoje é do Botafogo da Paraíba, Campeão Brasileiro da Série D. Fundado em 28 de setembro de 1931 por um grupo de estudantes, é um dos clubes mais tradicionais do Estado da Paraíba. É o clube que possui mais títulos do Campeonato Paraibano de Futebol, com 25 títulos, sendo cinco deles tricampeonatos (recordista da competição). Na competição, o Belo esteve no grupo A4 com equipes tradicionais do Nordeste, como Sergipe e CSA. Ainda compunham o grupo: Juazeirense e Vitória da Conquista, da Bahia. O time paraibano terminou a primeira fase na liderança, com 17 pontos, seguido do Sergipe, com 16. Nas oitavas de final, o adversário foi o Central-PE. Derrota em Pernambuco no primeiro jogo por 3 x 1. No jogo da volta, em uma partida épica, o campeão paraibano devolveu os mesmos 3 x 1 e se classificou nos pênaltis, vencendo por 5 x 3. Nas quartas, o adversário foi o Tiradentes - CE, time de melhor campanha da primeira fase e sensação do campeonato. Venceu as duas partidas contra este adversário e garantiu vaga na série C do próximo ano. O adversário na semifinal foi o Salgueiro - PE, com o primeiro jogo em Salgueiro, onde o belo venceu por um placar de 2 x 1, e no jogo de volta, no Almeidão, se consagrou com uma vitória de 2 x 0. O adversário para a inédita final do Campeonato Brasileiro da Série D foi o Juventude/RS, que passou pelo o Tupi/MG. Após perder por 2 x 1 o primeiro jogo da final na Arena do Grêmio, o segundo jogo da grande final aconteceu em João Pessoa, onde mais de 20 mil torcedores viram o Botafogo conquistar o seu mais importante título ao vencer o jogo por 2 a 0 no Almeidão, e o Botafogo é campeão brasileiro da Série D, em 2013. O Botafogo entrou para a história, sendo o primeiro clube paraibano a conquistar um título nacional. Vale ressaltar nesta campanha vitoriosa a consagração de Warley como ídolo da torcida. O alvinegro da estrela vermelha ganhou também outro ídolo, Lenílson. O goleiro Remerson também saiu por cima, e o treinador Marcelo Vilar escreveu novamente seu nome na história do clube paraibano.

Nenhum comentário :