segunda-feira, 3 de março de 2014

Outras Copas

Continuando com postagens de seleções que ficaram marcadas na história das Copas, trago hoje o fenômeno da Copa de 1966, Portugal. Eles jamais haviam disputado uma Copa do Mundo. Mas, quando o fizeram, foram simplesmente brilhantes e por pouco, mas muito pouco, não levantaram a taça Jules Rimet em pleno estádio de Wembley sob possíveis olhares nada amistosos de sua majestade. Com um futebol exuberante, talentoso e puramente ofensivo, Portugal encantou o mundo na Copa de 1966. Os portugueses desfilaram pelos gramados ingleses com um poder de fogo alucinante e uma estrela acima da média: Eusébio, o Pantera Negra, maior jogador português de todos os tempos. Com nove gols, o atacante veloz, forte e com uma explosão digna do mais feroz felino merecia, como sua seleção, sorte melhor naquela Copa. Mas, assim como muitas outras equipes, Portugal sucumbiu para outro time nem tão brilhante assim, a Inglaterra, que mais tarde ficaria com o título. No entanto, Portugal deixou sua marca na história e alcançou o terceiro lugar, coisa que nem mesmo a geração de Rui Costa, Vítor Baía, Figo e Pauleta conseguiu.
Fonte: Site Imortais do Futebol

2 comentários :

Anônimo disse...

Ola, sou leiga no assunto futebol! sou professora de educação infantil e preciso dos botões dos jogadores da suécia de 1958! você pode me ajudar?

Anônimo disse...

Ola, sou leiga no assunto futebol! sou professora de educação infantil e preciso dos botões dos jogadores da suécia de 1958! você pode me ajudar?
Grata,
Gláucia
glauciavilareal@yahoo.com.br