sábado, 22 de março de 2014

Outras Copas

Outra seleção que fez história foi a Hungria, na Copa de 1954. É impossível falar em grandes seleções de futebol sem citar a Hungria da década de 50. É quase impossível, também, acreditar que a Hungria já teve uma seleção absurdamente ótima, eficiente e que tinha prazer em marcar gols em profusão. Hoje, o futebol do país não é nem coadjuvante no mundo da bola, e vive ainda da história de seu melhor time. Talvez, se a bendita Copa do Mundo de 1954 tivesse ficado em mãos húngaras, o futebol no país poderia ser outro nos dias de hoje. Talvez, se os conflitos políticos entre Hungria a URSS não tivessem existido, o futebol do país poderia segurar seus craques. Mas, quis o destino e os acontecimentos que fosse como foi. Mas, mesmo sem o título mundial, a Hungria entrou para a história. Puskás, Kocsis, Hidegkuti e companhia deram tantos shows, mas tantos shows, que o futebol jamais vai se esquecer daquele time estupendo, que inovou o esporte com o esquema “WW” (que seria o embrião do 4-2-4 do Brasil na Copa de 1958) e deixou inúmeros adversários atordoados (inclusive o Brasil). Campeã Olímpica em 1952 e Vice-campeã Mundial em 1954, a Hungria foi a maior máquina de fazer gols do futebol europeu na história.
Fonte: Site Imortais do Futebol

Nenhum comentário :