quarta-feira, 26 de março de 2014

Outras Copas

Continuando com a série, hoje é a vez da Turquia de 2002. Eles eram aguerridos, inteligentes e competitivos. E conseguiram, depois de quase meio século, voltar a disputar uma Copa do Mundo. Depois de tanto tempo, parece que aqueles jogadores vestidos em vermelho e branco queriam tirar o atraso e mostrar para tudo e todos que o futebol praticado por eles havia evoluído. E como! Com uma defesa forte, um meio de campo bastante técnico e criativo e um ataque econômico, porém decisivo, os turcos fizeram história na primeira Copa do Mundo disputada simultaneamente em dois países (Coreia do Sul e Japão), em 2002, ao alcançar um incrível terceiro lugar no maior torneio do futebol mundial. Sem se importar com os adversários e esbanjando confiança, Rüstü, Korkmaz, Kerimoglu, Bastürk, Belözuglu, Hasan Sas e Hakan Sükür foram muito mais longe do que as badaladas Itália, Espanha, Argentina, França e Inglaterra na Copa e não demonstraram remorso algum depois de derrotar os anfitriões da festa – Japão e Coreia do Sul – pelo caminho. Mesmo sem conquistar o título, os comandados do técnico Senol Günes foram legítimas “pedras nas chuteiras” do Brasil, que teve o desprazer de jogar por duas vezes contra aqueles europeus bons de bola e dificílimos de enfrentar. A seleção canarinho venceu as duas partidas, mas uma com ajuda da arbitragem e outra por causa da sorte e da genialidade de Ronaldo. Não fosse isso, eles poderiam disputar a final e aprontar poucas e boas pra cima da Alemanha.
Fonte: Site Imortais do Futebol

Nenhum comentário :