sexta-feira, 13 de março de 2015

Premier League 2014-15

Na reta final da Premier League, hoje é a vez do Swansea. Sem fazer muito barulho, o time do País de Gales foi ao mercado em busca de reforços para mirar uma temporada bem melhor do que a anterior, onde terminou na 12ª posição na Premier League, com 11 vitórias conquistas e 42 pontos somados. Além de não brigar por competições europeias na temporada passada, a preocupação maior o tempo todo foi com a parte baixa da classificação. Nas copas domésticas, os Swans foram eliminados na quinta rodada da FA Cup e na terceira fase da Copa da Liga. A campanha abaixo da meta estabelecida pela direção do clube custou à demissão do técnico Michael Laudrup ainda na metade da temporada. Para seu lugar, chegou Gary Monk que veio como interino e foi efetivado logo após o final da temporada ao cargo. No mercado de verão, os Swans se focaram em reforços para melhorar a sua produção ofensiva. No Tottenham, o Swansea buscou o islandês Gylfi Sigurdsson por 10 milhões de Libras. Do México, veio o equatoriano Jefferson Montero comprado ao Morelia (5 milhões). E da França o experiente Bafetimbi Gomis, junto ao Lyon (zero custos). Três jogadores com experiência em suas seleções nacionais e que chegam com a missão de exonerar o trabalho do ótimo atacante marfinense Wilfried Bony como referência ofensiva (que na janela foi para o Manchester City). Ainda para o ataque, o Swansea ainda trouxe o atacante holandês Marvim Emnes, junto ao Middlesborough (valores ainda não confirmados). Outro destaque foi a contratação do goleiro Lukasz Fabianski, junto ao Arsenal (zero custos). Fabianski chegou para o lugar de Michel Vorm, que foi para o Tottenham e contará com uma defesa experiente e entrosada a sua frente, jogando junto a basicamente três temporadas, com destaque para o bom zagueiro Ashley Williams, de contrato renovado por mais três temporadas. Por outro lado, boa parte da “legião espanhola” que estava com Laudrup deixou o Liberty Stadium. Destaque para o outrora valorizado atacante Michu, que foi negociado por empréstimo ao Napoli, da Itália. Uma baixa sentida no elenco foi o meia Ben Davies, que foi para o Tottenham junto com Vorm. Apesar das mudanças, o Swansea já mostrou em outras oportunidades que é um dos times mais “casca grossa” de se enfrentar na Premier League, sobretudo a quem visita o País de Gales e a tabela de classificação vem mostrando isso. Atualmente, depois de 28 rodadas, a equipe está na 9ª colocação e vem fazendo uma campanha dentro do planejado.

Nenhum comentário :