sábado, 6 de fevereiro de 2016

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Botões Decorados

Com 6 anos de atividade, o blog continua firme e forte na promoção e divulgação do nosso Futebol de Mesa. Ontem, o amigo Alessandro Ferreira do Rio de Janeiro, enviou as fotos de seus botões decorados com as artes da Copa do mundo de 1986. Sempre fico entusiasmado quando vejo os projetos materializados e principalmente quando o resultado atende os anseios de quem encomenda. Obrigado Alessandro pelas imagens e pela confiança depositada no trabalho. 

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Hexa é Luxo - 20 anos do Hexacampeonato do Sergipe

Finalizando a Série, hoje é a vez da cartela do time que fechou a sequência histórica de títulos do Sergipe. Em 1996, a base dos anos anteriores já não estava mais no Sergipe, restaram apenas o goleiro Dilson, o zagueiro Marcos, o volante Osvaldo e o lateral Gildásio. O meia Marquinhos permaneceu e junto com o atacante Ronaldo Falcão (artilheiro da competição, com 16 gols) comandaram a campanha do histórico titulo, que fez do Sergipe o único clube a conquistar o Hexacampeonato em Sergipe.

sábado, 23 de janeiro de 2016

Hexa é Luxo - 20 anos do Hexacampeonato do Sergipe

Mais um título da sequência do Hexa, dessa vez o Pentacampeonato de 1995. Em 1995, o Sergipe passou por uma reformulação que mexeu com a estrutura da equipe. Para o comando técnico, chegou Mauro Fernandes, que foi indicado por Maurício Simões, campeão em 1994. Os pilares das conquistas anteriores, Sandoval, Elenílson e Leniton foram negociados. Marcelo Sergipano continuou na equipe e recebeu como companheiro de ataque, Curel, destaque do Gararu no ano anterior e que terminou a competição como artilheiro. Apesar das mudanças, Mauro Fernandes conseguiu dar um padrão de jogo à equipe e o Sergipe confirmou mais uma vez a hegemonia do Futebol Sergipano, conquistando o Pentacampeonato Sergipano vencendo o rival Confiança na Final, pelo placar de 2 a 1.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Hexa é Luxo e 6 anos de Sandescudos

Hoje vai mais uma cartela do Sergipe, dessa vez a do Tetracampeonato em 1994. Para o ano de 1994, a diretoria teve que reformular o elenco, que sofreu algumas baixas, como o retorno de Zé Maria, Marquinhos e Alex aos seus clubes de origem, depois da ótima campanha do Tri e as saídas de Rocha,  Sandoval. Chegaram vários jogadores como Edson, Hamilton, Júnior, Alemão e Roberto Michele, que junto com a base formada por Dilson, Denilson, Osvaldo, Gildásio, Elenílson e Leniton conseguiram manter a hegemonia e faturar mais um título para a equipe rubra. Aproveitando a oportunidade, hoje esse espaço completa 6 anos de atividade. Gostaria de agradecer a todos os botonistas que ao longo desse período vem acompanhando a evolução do blog e apoiando com seus comentários. 

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Hexa é Luxo - 20 anos do Hexacampeonato do Sergipe

Continuando a série comemorativa de 20 anos do Hexa, hoje é a vez da equipe que conquistou o Tricampeonato em 1993. A base foi mantida para 1993, com algumas contratações que fizeram com que a equipe ficasse mais forte. Chegaram o goleiro Vítor (que jogava anteriormente no América-RJ), o lateral Zé Maria (jovem revelação da Portuguesa e que mais tarde jogou no Flamengo, Seleção Brasileira, Parma e Inter de Milão), os meia Marquinhos (que veio junto com Zé Maria da Portuguesa) e o atacante Alex (vindo do Goiás). A equipe Rubra chegou à final contra o Vasco e em uma noite inspirada, o saudoso atacante Rocha (que entrou na segunda etapa) decidiu mais uma vez com dois gols e o Sergipe conquistou o Tricampeonato.

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Hexa é Luxo - 20 anos do Hexacampeonato do Sergipe

Bem pessoal, depois de alguns comentários e pedidos dos amigos que acompanham o blog, resolvi postar as cartelas de todos os títulos do Hexacampeonato conquistado pelo Club Sportivo Sergipe. Hoje é a vez do Bicampeonato de 1992. 
Logo que o Campeonato Sergipano de 1992 entrou em sua fase mais quente, depois de quase oito meses de turnos, returnos e quadrangulares decisivos de cada turno, o atordoado torcedor pôde ter ao menos uma certeza: só mesmo um desastre poderia tirar o Bi das mãos do Sergipe.
Na reta final, o time rubro entrava com quase inalcançáveis quatro pontos de bonificação, contra dois do Confiança, seu mais direto rival durante toda a campanha, e nenhum de Itabaiana e São Cristóvão, os dois outros participantes do que se convencionou chamar de quadrangular decisivo. Nem tudo, entretanto, foi tão fácil para o Sergipe como pôde parecer no final deste tão longo campeonato. O torcedor rubro que puxar pela memória vai se lembrar sem muita dificuldade da decepção do primeiro turno, quando dois empates (2 x 2 e 0 x 0) com o fraco São Cristóvão deixaram o título e os primeiros dois pontos de bonificação nas mãos do arquinimigo Confiança. Menos mal que, mesmo sendo derrotado por 1 x 0 na partida extra, o time garantiu pelo menos um ponto para a decisão.
Foi a partir do segundo turno que tudo mudou. Calejada, a diretoria nem consultou o treinador Ivan Gradim, filho do falecido técnico vascaíno Gradim, para trazer os reforços que se faziam necessários. Vieram de uma só vez o lateral Cidinho, o meio-campo Zé Raimundo e o ponta Jorge, além do atacante Leniton - artilheiro da campanha do ano anterior - , de volta de um empréstimo ao Bahia. Era tudo o que faltava para a disparada do Bi: arrasando os adversários (a União de Propriá chegou a levar 10 x 0), o Sergipe ganhou, de uma só vez, o segundo turno invicto, o quadrangular do turno e mais três pontos de bonificação, entrando no quadrangular decisivo com quatro.
Aí bastaram quatro vitórias seguidas logo nos primeiros jogos para confirmar antecipadamente o que todo mundo já sabia: ninguém pôde como Sergipe.
Texto retirado da Revista Placar Nº 1079 de Janeiro de 1993

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Brasileirão 2015 - Série B

Com 14 dias de atraso, concluo hoje a Série B, com os quatro clubes que conseguiram o acesso à Série A. O Botafogo, que fez uma campanha tranquila e conseguiu garantir o acesso com algumas rodadas de antecedência. O Santa Cruz, que depois de algumas temporadas nas divisões inferiores, conseguiu retornar à elite do Futebol Nacional. O Vitória, que depois de 2 anos na Série B, volta para a 1ª Divisão e o América Mineiro, que mais uma vez conseguiu o acesso, depois de uma disputa acirrada com  Náutico e Bragantino.

Botafogo (PDF) (PNG)
Santa Cruz (PDF) (PNG)
Vitória (PDF) (PNG)
América-MG (PDF) (PNG)

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Hexa é Luxo - 20 anos do Hexacampeonato do Sergipe

Esse ano se completam 20 anos da histórica conquista do Hexacampeonato Sergipano, do Club Sportivo Sergipe. Para não passar em branco, o Sandescudos preparou a cartela do time que conquistou o primeiro título da histórica sequência. 

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Brasileirão 2015 - Série B

Penúltima postagem da Série B 2015 com as equipes que ficaram entre a 5ª e a 8ª colocação, respectivamente, Náutico, Bragantino, Paysandu e Sampaio Correa.

Náutico (PDF) (PNG)
Bragantino (PDF) (PNG)
Paysandu (PDF) (PNG)
Sampaio Correa (PDF) (PNG)

sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

Brasileirão 2015 - Série B

Mais uma leva de clubes que disputaram a Série B. Dessa vez são os clubes que ficaram da 9ª à 12ª colocação, respectivamente, Bahia, Luverdense, CRB e Criciúma.

Bahia (PDF) (PNG)
Luverdense (PDF) (PNG)
Criciúma (PDF) (PNG)

quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Mais um time decorado

Já faz muito tempo que não publico fotos de times decorados com as artes que produzo. Mas para não perder o costume, esse é o São Cristóvão do Rio de Janeiro e foi uma encomenda feita pelo amigo Darley Diretoria, lá do Rio de Janeiro. Essa arte é exclusiva e quem quiser decorar seus botões com qualidade e personalidade, é só entrar em contato para desenvolvermos um projeto bacana e personalizado.