Páginas

domingo, 31 de agosto de 2014

Brasileirão 2014

Mais uma temporada com o as cartelas do Brasileirão, começando com o Atlético Mineiro. Manter o padrão de jogo é sempre um desafio, principalmente para uma equipe que em 2013 conseguiu conquistar a América e mostrou bom futebol, como o Atlético Mineiro. Em 2014, o Galo ainda não conseguiu mostrar o mesmo futebol da temporada passada e no o Brasileirão a equipe ainda busca o equilíbrio. Alguns jogadores deixaram o clube, como o zagueiro Otamendi, os laterais Richarlyson e Júnior Cesar, os atacantes Alexsandro e Fernandinho e o astro da conquista da Libertadores, Ronaldinho Gaúcho. Alguns reforços chegaram, como o lateral Douglas Santos (ex-Udinese/ITA), o meia Maicosuel (ex-Udinese/ITA) e o volante Rafael Carioca (ex-Spartak Moscou/RUS). Aos poucos o técnico Levir Culpi vai procurando o equilíbrio e tentando recolocar o Galo nos trilhos. Atualmente o Atlético-Mg está na 6ª colocação e lutando por uma vaga no G-4.

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Centenário Palestrino

Aproveitando as comemorações pelo Centenário da Sociedade Esportiva Palmeiras, a cartela de hoje é do timaço de 1994, que conquistou o Bi-Campeonato Brasileiro. Com algumas mudanças em relação a equipe que conquistou tudo em 1993 (saíram Mazinho, Roberto Carlos, Edilson), o Palmeiras se reformulou e Luxemburgo conseguiu montar a equipe para tentar o Bi. Alguns jogadores da base ganharam oportunidades, como o volante Flávio Conceição, o lateral Wagner e o goleiro Velloso (que esteve emprestado ao Santos em 1993). Outros jogadores foram contratados, como o lateral Cláudio (ex-Flamengo), o zagueiro Cleber (ex-Atletico-MG) e o meia Rivaldo (ex-Corinthians). Com um time impecável, o Palmeiras avançou fácil até as quartas de final do Campeonato Brasileiro de 1994. O time venceu duas vezes o Bahia por 2 a 1, e encarou nas semifinais o Guarani. O Verdão venceu novamente os dois jogos, por 3 a 1 e 2 a 1, indo para a final, contra  arquirrival Corinthians. No primeiro jogo, vitória por 3 a 1, com gols de Rivaldo (2) e Evair. No jogo seguinte, empate em 1 a 1, com mais um gol palmeirense marcado por Rivaldo, e a consagração de um time devastador. O Palmeiras repetia o feito da academia da década de 70 e conquistava o bicampeonato brasileiro 1993/1994.

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Brasileirão 2014

Por mais uma temporada, o Sandescudos trará os 20 clubes da Série A do Brasileirão. Espero que todos que acompanham o Blog, gostem das cartelas que pintarão nos próximos meses. Grande Abraço!!!

terça-feira, 12 de agosto de 2014

Copa do Mundo 2014

Finalmente, um mês depois do término da Copa, finalizo a série dedicada ao maior torneio de seleções do Futebol Mundial. A última cartela dessa série é da Bélgica, que chegou ao Brasil com expectativa de ser uma das surpresas da competição. Formada por jogadores que atuam em grandes clubes da Europa, como Hazard (Chelsea-ING), Kompany (Manchester City-ING) e Courtois (Atlético de Madri-ESP), a Bélgica caiu em um grupo teoricamente fácile e com três vitorias (Argélia 2 x 1, Rússia 1 x 0 e Coreia do Sul 1 x 0), se classificou para as oitavas de final com o primeiro lugar de seu grupo eliminou os Estados Unidos, segundo lugar do grupo G. Nas quartas de final, os belgas fizeram um jogo de mexer com os nervos dos torcedores e venderam caro a classificação para os Argentinos, que fizeram 1 x 0 na prorrogação.

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Copa do Mundo 2014

A Copa ainda não acabou aqui no Blog, hoje é a vez da Argélia. Os argelinos chegaram ao Brasil como mero figurante africano. Em 2010, marcou apenas um ponto e foi eliminada na primeira fase, despedindo-se do mundial sem marcar sequer um gol. Nessa edição, os Lobos do Deserto perderam o primeiro jogo contra a Bélgica por 2 a 1, ganharam o segundo da Coréia do Sul por 4 a 2 e empataram o terceiro com a Rússia por 1 a 1, resultado que garantiu a Argélia nas Oitavas-de-final, pela primeira vez em sua história, classificando-se como segunda colocada do Grupo H. Nas Oitavas pegou a Alemanha, e em um jogo movimentado, perdeu de 2 a 1 na prorrogação, mas conseguiu a melhor participação em sua história em Copas do Mundo.

quinta-feira, 31 de julho de 2014

Copa do Mundo 2014

Continuando com as cartelas o Grupo H, hoje é a vez da Rússia. Nas Eliminatórias , a Rússia brigou com Portugal pela liderança do grupo e mandou os portugueses para a repescagem, contra a Suécia. Com sete vitórias, um empate e duas derrotas, conseguiram ficar um ponto à frente dos portugueses. O renomado Fabio Capello, assumiu o comando da equipe russa depois da fraca campanha da EURO 2012 e conseguiu mudar a forma de jogar da equipe trazendo alguns jogadores que andavam esquecidos, como o lateral Zhirkov e o goleiro Akinfeev. Apesar das mudanças, a Rússia não conseguiu mostrar o futebol que mostrou nas Eliminatórias e a equipe acabou empatando com Coréia do Sul (jogo marcado pelo "frango" histórico do goleiro Akinfeev) e Argélia e perdendo para a Bélgica, e foi eliminada ainda na 1ª Fase. Fica a expectativa dos russos para o próximo Mundial, em que serão os anfitriões.

domingo, 27 de julho de 2014

Copa do Mundo 2014

Caros amigos que acompanham o Blog, estive ausente nessas últimas 2 semanas e não pude concluir a série da Copa, mas continuarei com o o último grupo, o H. A primeira cartela do grupo H é da Coreia do Sul, que chegou ao Brasil com um time renovado e com a base que conquistou a medalha de Bronze nas Olimpíadas de Londres em 2012. Com o objetivo de repetir a campanha de 2002, a Coreia contou com a presença de um dos representantes daquela geração, o técnico Hong Myung-Bo, que era zagueiro e capitão da equipe. Mas a seleção sul-coreana não conseguiu um bom desempenho, e acabou sendo eliminada ainda na 1ª Fase, com duas derrotas e um empate.

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Copa do Mundo 2014

Terminada a Copa do Mundo do Brasil (que os mais empolgados chamaram de "Copa das Copas"), continuo com as postagens, que por falta de tempo, não pude concluir antes da Final. Hoje, é a vez da última seleção do Grupo G, a Alemanha. Não tenho muito o que acrescentar sobre a Alemanha, pois tudo que se poderia dizer, já foi dito. Mas o que os alemães mostraram nos gramados tupiniquins, serviu para que nós relembrássemos o que nosso futebol foi a alguns anos atrás: protagonista, objetivo, bem jogado e campeão. O que mais me chamou a atenção, foi o que demonstraram diante da goleada que aplicaram sobre o Brasil: respeito. Mereceram a conquista!!!!

domingo, 13 de julho de 2014

Copa do Mundo 2014

Infelizmente não consegui finalizar as postagens da Copa antes da Final, mas continuarei até essa semana. A 3ª seleção do Grupo G é a dos Estados Unidos, que nesse Mundial mostrou uma grande evolução em relação aos Mundiais anteriores. Apesar de não contar com jogadores de projeção mundial, o técnico alemão Jürgen Klinsmann conseguiu imprimir na equipe um padrão tático que fez com que os Estados Unidos conseguisse mais uma vez, avançar para as Oitavas-de-final. Nas Oitavas, contra a Bélgica a equipe foi pressionada pelos belgas e quem segurou o empate foi o goleiro Howard, que fez 16 defesas importantes durante os 90 minutos e levou a partida para a prorrogação. No tempo extra os Belgas continuaram pressionando e acabaram vencendo por 2 a 1.

Copa do Mundo 2014

A segunda cartela do Grupo G, é de Gana. Os Estrelas Negras vieram para o Brasil com a base da equipe que chegou às Quartas-de-final em 2010, com seus principais jogadores: Michael Essien e Muntari  (Milan-ITA), Prince Boateng (Schalke 04-ALE) e o artilheiro Asamoah Gyan (Al Ain-EAU). Mas o bom retrospecto em 2010, não foi repetido nessa Copa. Apesar de mostrar um futebol bem disposto taticamente, Gana (assim como outras seleções africanas) mostrou-se dispersa em alguns momentos dos jogos e esses momentos foram determinantes para a classificação de Gana. Contra os Estados Unidos, jogo apertado e em uma desatenção da defesa, 2 a 1 para os Americanos. No jogo contra a Alemanha, a equipe estava ganhando por 2 a 1 e em mais uma desatenção da defesa Klose, que havia acabado de entrar empatou a partida e se igualou a Ronaldo como maior artilheiro das Copas. No último jogo contra Portugal, a equipe teve problemas internos que culminaram com o afastamento de Boateng e Muntari e acabaram perdendo para Portugal e sendo eliminados.

quinta-feira, 10 de julho de 2014

Futebol Retrô

Dando uma breve pausa das postagens da Copa 2014, a pedido do grande amigo e colaborador Tenisquista, posto a cartela do lendário Real Madrid de 1960. Ele fez o pedido e não poderia deixar de atendê-lo, pois muito tem contribuído para o desenvolvimento dos trabalhos do Blog, dando sugestões, trocando experiências e material gráfico. A postagem também é uma homenagem do Sandescudos ao grande Alfredo Di Stefano, que faleceu recentemente e foi um dos astros daquela equipe.

quarta-feira, 9 de julho de 2014

Copa do Mundo 2014

Começo o Grupo G, com Portugal, uma das decepções dessa Copa. A expectativa criada em cima do desempenho do selecionado lusitano era grande, mais pela boa temporada de seu astro Cristiano Ronaldo do que pela qualidade do elenco. Mas como diz o ditado, "Uma andorinha só não faz verão" e Portugal sentiu na pele que a dependência em um único jogador não leva time nenhum ao estrelato. Com deficiências técnicas em todos os setores, Portugal não conseguiu impor um padrão de jogo e logo na estreia foi goleado por 4 a 0 pela Alemanha (que na Semi-final aplicou outra goleada, dessa vez no cambaleante Brasil, 7 a 1). No segundo jogo, empatou em 2 a 2 com os Estados Unidos e na última partida, ganhou por 2 a 1 de Gana. Terminou a 1ª Fase, empatado em pontos com os Estados Unidos, mas foi eliminado pelo critério de saldo de gols.

terça-feira, 8 de julho de 2014

Copa do Mundo 2014

A última seleção do Grupo F, é a Argentina. Já se passaram 28 anos desde a última conquista Argentina em uma Copa. De lá para cá, a Argentina já disputou uma final em 1990 (perdendo para a Alemanha nos penaltis) e muitas eliminações. Para essa Copa, Alejandro Sabella montou uma equipe que veio para o Brasil com o objetivo de acabar com o jejum. Com uma equipe experiente, Sabella priorizou o equilíbrio tático entre os setores do campo, ressaltando a força do quarteto Messi, Aguero, Di Maria e Higuaín. O que continua sendo uma incógnita é o setor defensivo, que tem em Mascherano sua referência, mas que na zaga ainda gera certo temor. Na 1ª Fase, os Hermanos não tiveram vida fácil e apesar das 3 vitórias, contra Bósnia, Irã e Nigéria, os jogos foram complicados. Nas Oitavas-de-final, a Suíça vendeu caro a classificação e a Argentina conseguiu o gol salvador no final do 2º tempo da prorrogação. Nas Quartas, o adversário foi a Bélgica, outra que tornou o jogo complicado, mas que logo no início a Argentina soube aproveitar uma falha na defesa belga e Higuaín fez o gol da classificação. Na Semi-final, o jogo será com a Holanda e tudo indica que será mais um jogo complicado para ambos os lados. 

Copa do Mundo 2014

A terceira seleção do Grupo F, e a Nigéria. Uma das grandes seleções africanas, a Nigéria chegou ao Brasil com a incerteza de quem passa por problemas extra-campo, que atualmente vem comprometendo o futebol de muitas seleções africanas. Diferente da década de 1990, quando as Super Aguias chegaram as Oitavas-de-Final das Copas de 1994 e 1998, e conquistaram o Ouro Olímpico nas Olimpíadas de 1996, ninguém apostava muito no selecionado nigeriano. Talvez esse descredito tenha favorecido a campanha da Nigéria nessa Copa, pois a equipe conseguiu equacionar os problemas e conseguiu fazer uma campanha razoável, onde empatou na estreia com o Ira em 0 a 0, ganhou da Bósnia por 1 a 0 e em um jogo bem movimentado, vendeu caro a derrota para os argentinos e perderam por 3 a 2, terminando a 1ª Fase em segundo e se classificando pela 3ª vez para as Oitavas-de-final de uma Copa do Mundo. Nas Oitavas, a Nigéria não resistiu a força da Alemanha e acabou perdendo por 2 a 0 e dando adeus a Copa.

segunda-feira, 7 de julho de 2014

Copa do Mundo 2014

A segunda seleção do Grupo F é a Bósnia e Herzegovina. Mais uma seleção originária da antiga Iugoslávia, a Bósnia chegou para a sua 1ª Copa trazendo a herança de um futebol praticado com o bom toque de bola e muita movimentação no meio de campo. Com bons jogadores como Edim Dzeko (Manchester City-ING), Miralem Pjanic (Roma-ITA) e Ibisevic (Stuttgart-ALE), a equipe não conseguiu um bom desempenho na 1ª Fase e acabou sendo eliminada. Foram 2 derrotas, para França e Nigéria, e uma vitória sobre o Irã (que não foi suficiente para garantir a vaga nas Oitavas).